Solidão

"Recebeu uma carta, um homem só.


Abriu-a, alegre, e rapidamente leu-a...


e com elogios ficou contente.


De repente... a alegria desapareceu.


Apertou-a e rasgou-a... era ele o remetente."


(autor desconhecido)


Não estou só, mas não tenho a companhia e o carinho de quem mais queria.

publicado por duda às 22:40 link do post | comentar | favorito